UMA HISTÓRIA QUE EMOCIONOU O MOCHILEIRO

Menino com paralisia cerebral apaixonado por aviões viaja em um pela primeira vez



Garoto foi até anunciado por comissária: 'Temos a bordo cliente encantador'.

▶Eu estava assistindo a essa matéria, fiquei muito emocionado, pois a aviação é uma área que cativa muitos amantes, pessoas que são simplesmente "apaixonadas" por ela, e ver a atitude de pessoas boas, apaixonados por aviação, como esse garoto, que o abençoaram com a possibilidade de voar pela primeira vez, de conhecer tudo "por trás" das operações... linda atitude! Parabens! - JUNIOR DE CARVALHO [uaisômochilando].

O pequeno Hygor Luciano, de 8 anos, que nasceu com paralisia cerebral, realizou o sonho voar de avião pela primeira vez, em Goiânia. Antes disso, após um pedido da mãe dele, Sônia Brito, o menino já tinha realizado o desejo de conhecer uma aeronave de pertinho. A viagem foi preparada especialmente para o garoto e uma comissária até o anunciou no microfone do avião e ele foi aplaudido pelos demais passageiros.

“Temos a bordo um cliente encantador. O Hygor, que com certeza vai se lembrar do voo de hoje com muito carinho, hoje está realizando o seu sonho de voar pela primeira vez”, disse a comissária.

“Ficamos muito felizes em fazer parte deste momento tão especial e desejamos ao Hygor um dia inesquecível em Campinas, sob um céu azul, repleto de alegrias”, completou a comissária.

O voo aconteceu na quarta-feira (22) e saiu de Goiânia com destino a Campinas, em São Paulo. Isso foi possível após o menino visitar o aeroporto da capital goiana, no dia 25 de maio, e emocionar toda a tripulação. Gerente executivo da empresa que administra o aeroporto, Rodrigo Côrtes disse que, após a visita de Hygor, todos se mobilizaram para realizar o sonho dele de voar.

“Depois da visita dele, a comunidade toda da aviação se mobilizou. Era o que precisava acontecer: que era a gente conseguisse realizar esse sonho do Hygor”, disse.

Na hora da decolagem, o menino comemorou e riu muito. Ele observou atentamente enquanto a cidade ficava pequenininha, devido a altura.

"Vai subir! Subiu, Hygor! É muito legal. Nunca nem nos meus melhores sonhos eu imaginei isso aqui...", disse a mãe enquanto o garoto observava o voo.

Além de realizar o sonho do primeiro voo, a família do Hygor ainda pôde fazer um avião decolar em um simulador de voo da companhia aérea, em Campinas, onde os pilotos fazem os treinamentos. Segundo a mãe, a viagem foi um momento especial que ficará para sempre na memória da família.

“Isso ficará na cabecinha dele por muitos anos, porque foi inesquecível não só pra ele, para gente também que acompanhou”, disse a mãe.

A gerente geral de marketing e produto da Azul Tariana Cruz disse que viver essa “magia” de voar com Hygor foi um momento especial.

“Esse amor que ele desenvolveu, pela aviação e por voar, é um amor que nasce com muita gente. Voar é um sonho, é mágico né. Viver essa magia junto com ele foi muito especial”, disse.

| Primeira visita ao aeroporto

Mesmo com algumas limitações impostas pela condição do menino, isso não o impediu de se apaixonar por aeronaves. A mãe conta que mora em uma casa perto do Aeroporto de Goiânia e que descobriu a paixão de Hygor por aviões por causa da reação dele quando ouve barulhos vindos do local.

“Ele gritava muito, muito mesmo. Às vezes ele parava de fazer o que estava fazendo para dizer ó [sinal com a mão no ouvido] para escutar a ‘zuada’ do avião. Aí, ele queria ir lá pra fora”, disse.

Quando escuta o barulho, o menino não se contenta em ficar só na porta de casa e, quase todo dia, Sônia termina o dia com o garoto em cima do capô do carro para observar os aviões um pouco mais de perto.

“A gente fica em uma parte do hangar e ele sobe em cima do carro e fica vendo”, disse a mãe.

Desde que conheceu o avião de perto, em maio, a rotina da família não mudou: o menino continua indo para a porta de casa para assistir de longe os pousos e decolagens no Aeroporto de Goiânia.

Sônia conta ainda que o estímulo de fazer o que mais gosta ainda trouxe uma surpresa: o garoto conseguiu sentar e levantar sozinho.

“Ele está sentadinho, está levantando sozinho! Sentadinho, sozinho”, comemorou, emocionada.

______________________________

*Com informações de G1 Goiás
26/06/2022 12h49. 
Atualizado em 26/06/2022 12h49.
______________________________

Parceiro / Anunciante