menu

26 de maio de 2018

CONSUMIDOR SEM COMBUSTÍVEL PODE CANCELAR PACOTE DE VIAGEM SEM MULTA

Por Vivian Reis, G1 SP, São Paulo.


Consumidor sem combustível pode cancelar pacote de viagem para o feriado, diz Procon-SP. Greve dos caminhoneiros não elimina os direitos dos consumidores, mas exige bom senso, diz o órgão.


Quem adquiriu um pacote de viagem para o feriado prolongado de Corpus Christi, celebrado nesta quinta-feira (31), e não poderá viajar por causa da falta de combustíveis, tem direito de cancelar a compra gratuitamente, segundo a Fundação Procon-SP. De acordo com o órgão, trata-se de uma situação excepcional.

Em nota, o Procon-SP diz que “a greve dos caminhoneiros não elimina os direitos dos consumidores, mas exige bom senso de todos”.

Dessa forma, aqueles que programaram uma viagem para o feriado e adquiriram um pacote têm o direito de cancelar a compra antes da data de check-in e ter os valores pagos devolvidos integralmente, sem pagamento de taxas de cancelamento.

Em caso de estorno, a empresa e o cliente devem encontrar a melhor forma de realizar o processo, em geral feito pela operadora do cartão de crédito ou débito.

A Agência Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) disse ao G1 que está acompanhando a movimentação das agências associadas e parceiros, especialmente companhias aéreas, hotéis e locadoras de automóveis no remanejamento das reservas pagas e não utilizadas.

Segundo a entidade, o mercado tem colaborado com os clientes, acatando as remarcações sem aplicação de multas e penalidades. “Até o momento, não tivemos relatos de casos não solucionados, seja com um pedido de cancelamento ou reacomodação”, disse a ABAV.

A associação informou ainda que algumas agências já reportaram que o movimento de vendas parou desde o início da greve, embora a procura dos turistas tenha crescido na expectativa da temporada de julho.

A Decolar.com informa que para hospedagens e outros produtos da companhia, os parceiros do estão autorizados a reembolsar integralmente os clientes e, caso existam políticas de cancelamento, a empresa fornece total apoio aos consumidores para que o valor seja restituído. A recomendação é para que os clientes façam a solicitação até 48 horas antes da data de utilização do produto. O cancelamento no ViajaNet também garante ao cliente o reembolso integral.

Os hóspedes do Airbnb que não puderem realizar a viagem por conta da paralisação devem entrar em contato com o atendimento ao cliente e solicitar o cancelamento por situação excepcional, para que possam receber o reembolso integral do valor do aluguel e das taxas.




No caso das reservas de veículos, a empresa Localiza Hertz disse que é flexível com clientes pessoa física, com cancelamento gratuito em caso de necessidade. A empresa orienta aos clientes que cancelem a locação com até 24 horas de antecedência.





Passagens aéreas

Nos casos de viagens aéreas canceladas ou atrasadas, as companhias deverão investir na comunicação e assistência para reduzir os prejuízos que o consumidor possa ter.

Em nota, a GOL disse que os passageiros que desejarem podem procurar a companhia para remarcar viagens, solicitar reembolso ou crédito das passagens.

A Azul Linhas Aéreas está oferecendo remarcação ou cancelamento gratuitos para clientes com voos programados até o dia 4 de junho.

Em nota, a Avianca Brasil informa que todos os passageiros que tenham viagens programadas até o dia 31 de maio e desejam alterar a data podem entrar em contato com a companhia com embarques até o dia 9 de junho, sem cobrança de taxa, nem pagamento de diferenças tarifárias.

A LATAM Airlines Brasil informa que, en caso de cancelamentos da companhia aérea, os passageiros impactados poderão remarcar os seus bilhetes sem custo.