menu

Anuncie aqui.

5 de abril de 2017

MATEUS LEME - MG

Por: Junior de Carvalho


E aí galera mochileira, curtindo a nossa série de passeios improváveis? Eu to assim,  vendo cada lugar que eu nem imaginava que existia aqui "pertim". No post de hoje vamos falar de um passeio que eu juro que ao pesquisar eu disse que não seria possível, mas surpreendeu...




Serra do Elefante, um jardim a céu aberto a 60 km de Belo Horizonte, uau! Isso me deixou realmente curioso. Tudo arranjado, calculado, preparado, hora de cair na estrada e conferir esta historia direito. 



Primeiro, havia uma dúvida que não conseguimos tirar antes de chegar ao local. A cachoeira era apenas uma "cascatinha" para se apreciar a vista ou realmente dava para se aproveitar com um bom mergulho? Em nossa pesquisa a resposta era não, não dá para mergulhar, não é possível tomar banho e que seria uma viagem chata em estrada de terra.

Seguindo a MG 050 a serra assume a ondulação como a de um Elefante, e daí se tira o nome do lugar, cremos. 

O local não é bem sinalizado justamente por não ser muito explorado turisticamente, desta forma é necessário muito cuidado nas trilhas, um bom censo de direção e GPS.


Realmente na trilha há uma cachoeira com aproximadamente uns 4 metros de profundidade, mas não tivemos coragem de encarar, a água estava esbranquiçada e devido a profundidade, que medimos com uma vara que encontramos no local, preferimos não arriscar.


Após três horas de caminhada chegamos até o ponto de retorno, o local de onde avistamos Mateus Leme e a Serra de Igarapé.

Para aproveitar o restante do dia, descemos para almoçar na cidade, passando pela capelinha de Nossa Senhora Aparecida no Topo da da Serra do Elefante.


Apesar de termos resolvido descer logo, chegamos a cidade por volta das 15:30, pois apreciamos a flora do local e aumentamos o acervo pessoal de fotos...



Dica da Semana:


Nunca deixe de aproveitar o passeio, mas não se esqueça da(s) pessoa(s) que está(ão) com você em seu passeio. Mais importante que as coisas, que os momentos e os que lugares, são as pessoas. Talvez a pessoa pode não estar aqui para repetir este passeio com você e você não aproveitou a companhia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário