menu

16 de janeiro de 2019

A HUMANIDADE TEM JEITO | Opinião!


Gari desenha 'emojis' em praia de SC para deixar banhistas felizes, ler esta matéria me fez pensar que ainda há um jeito para a humanidade.




Trabalhador de 35 anos, de São Francisco do Sul, faz desenhos no final do expediente e diz que ganhou reconhecimento: 

'Antes era invisível'.

A cada início de tarde, um novo "emoji" aparece na Praia do Capri de São Francisco do Sul. 

A criatividade é do gari Robson Buschermoehle, de 35 anos, que no final de seu expediente deixa desenhos feitos com rastelo na areia, com o objetivo de alegrar quem passa pela orla no Litoral Norte catarinense.

Saber que ainda existem pessoas com este tipo de dedicação, nos faz acreditar que ainda há um fôlego de esperança para a humanidade.

Trabalhando como gari durante a temporada, ele afirma que os frequentadores da praia caminhavam pela areia muitas vezes tristes e não notavam a presença dele durante o trabalho.

“O pessoal passava por mim e parecia que antes era invisível”, disse.

Inspirado nos “emojis” que recebe pelas redes sociais, Robson teve uma ideia para reverter a situação.

“Comecei a fazer os desenhos no Natal, quando estava trabalhando e nem ao menos um ‘Feliz Natal’ as pessoas me davam. Daí, resolvi fazer uma carinha sorrindo com uma touca de Papai Noel para desejar ‘Feliz Natal’ para todo mundo que passasse. E acredite, as pessoas viam e me davam ‘Feliz Natal’ e ganhei até um doce de presente”, afirma.

Sintonia com o outro e aprendizados

Depois disso, o gari disse que não deixou de fazer os "emojis" na orla. “Se não fosse a limpeza iria ficar bem complicado andar pela praia. Estamos fazendo uma coisa boa para o próximo e também cuidando da natureza. É preciso manter as coisas limpas e jogar o lixo no lugar certo”, explica.


Após o verão, Robson, que é pai de quatro filhos, volta aos trabalhos como soldador, mas desta vez com leva as lições e mais amigos que formou durante esta temporada.


“O mais importante dos desenhos é que se eu conseguir fazer uma pessoa alegre e feliz por dia, já faz sentido. É isso que passo pra eles [filhos], essas lições que aprendo no dia”, completa.

O simples fato deste moço estar fazendo este trabalho, é uma demonstração de que podemos alegrar ao próximo mesmo que sem fazer algo diretamente. Hoje as pessoas não estão nem ai, umas para as outras, só que no final das contas, quando aparece alguém com essa capacidade vira noticia.

Todos devíamos ter esta vontade de fazer as coisas para animar e alegrar a vida do próximo, mas ao contrário, a humanidade é egoísta.

Concluindo, a iniciativa deste moço foi muito interessante e muito criativa. Torcemos para que hajam mais seres humanos como este na terra.

Fonte: G1 (texto original)
Texto complementar: Junior de Carvalho