menu

20 de fevereiro de 2019

MINAS TEM TURISMO PREJUDICADO POR CAUSA DE BARRAGENS

Por: Leidiane Magalhães


Além do impacto social, os alertas para risco de rompimento de barragens em Minas Gerais em várias cidades turísticas preocupem empresários e pessoas que vivem desse recurso.



Muitos dependem do turismo ecológico e gastronômico, as cidades evacuadas podem ter uma queda de faturamento considerável em decorrência do fechamento das estradas e do medo que afasta os visitantes.

Um exemplo dessa situação é a cidade de Nova Lima, no dia 15/02/2019 o distrito de Macacos foi evacuada por medida preventiva. O setor de alimentação e bebidas representa 40% da economia de Macacos e a arrecadação foi zero no último fim de semana.


A pousada Maria Bonita tinha oito hóspedes no momento em que a sirene tocou, por volta das 20h da última sexta-feira. Todos precisaram sair às pressas e não tiveram tempo nem de acertar o que já tinham consumido. “Apesar de ter sido uma evacuação preventiva, acaba gerando muitos prejuízos. Me sinto lesada, acho que o meu negócio pode ser prejudicado”, afirma a proprietária, Julieta Oliveira.



Desde a evacuação, cerca de dez reservas já foram canceladas, inclusive para o Carnaval, considerada uma das melhores épocas do ano na região. Como as diárias variam entre R$250,00 e R$420,00 o prejuízo pode chegar a R$ 4.200,00. 

Em Brumadinho a prefeitura busca recuperar e fortalecer o turismo após o desastre da Vale, A Secretaria de Turismo e Cultura reuniu com representantes do Inhotim e associações de turismo da região para tratar de ações visando discutir estratégias para a recuperação turística da cidade. 




Diante da problemática, o Estado de Minas Gerais continua sofrendo por anos de exploração irregular.